Primary tabs

Lisboa, January 31, 2020

A multinacional canadiana, que é a 5ª maior empresa de tecnologias de informação e serviços de consultoria de negócio do mundo, está no nosso país há mais de 20 anos e é, localmente, uma das principais intervenientes no mercado das TI.

Anteriormente, Carlos Lourenço ocupava o cargo de Vice-Presidente dos Serviços Globais de Portugal Espanha e Brasil da CGI e foi sob a sua direção que esta unidade de negócio expandiu uma operação centrada na Península Ibérica para outras geografias na Europa e América do Norte o que implicou uma contratação média de 100 colaboradores por ano.

Ao longo dos seus mais de 25 anos de experiência profissional nesta área, Carlos Lourenço ocupou vários cargos de gestão em empresas como Portugal Telecom e EDS.

Sobre as suas novas responsabilidades, Carlos Lourenço refere, “Queremos reforçar a nossa presença no mercado local e continuar a investir em Portugal, quer organicamente quer por aquisições. São mais de duas décadas de presença no país e temo-nos diferenciado sempre pela inovação, especialização e conhecimento dos diferentes setores em que operamos. Isto, aliado à relação de proximidade que estabelecemos com cada um dos nossos clientes, permite-nos dar uma resposta de elevado valor, com entregas ajustadas às suas necessidades.”

Com uma forte política de recrutamento e desenvolvimento de recém-licenciados, a CGI tem tido um crescimento sustentável e contínuo e procura agora recursos humanos que permitam o crescimento e visibilidade em novos mercados. Atualmente, em Portugal, a CGI conta com mais de 1600 colaboradores.

Sobre Carlos Lourenço

Com um percurso profissional consistente e mais de 25 anos de experiência na área das tecnologias de informação, Carlos Lourenço ingressou na CGI, em 2008, como Diretor de Serviços de Outsourcing. Com elevada capacidade de comunicação e empatia e encarando a mudança como uma oportunidade de fazer mais e melhor, desempenhou ainda os cargos de Vice-Presidente da unidade de Global de Infraestruturas de Serviços do Sul da Europa e Vice-Presidente dos Serviços Globais de Manutenção Aplicacional e do Centro de Entregas do Sul da Europa e Brasil. Anteriormente, trabalhou na EDS, como Diretor de Infraestruturas Nacional com uma equipa de mais de 200 colaboradores a operarem para clientes portugueses da indústria de Gás e Petróleo, com operações na Europa, África e América do Sul. Trabalhou também na Compaq, onde desempenhou o cargo de Contract Delivery Manager para o maior banco de Portugal. Em 2000 juntou-se à Portugal Telecom enquanto Diretor de Operações de Outsourcing e, em 2008, à Logica, enquanto Diretor da Gestão de Operações de Outsourcing para Portugal. É membro do Conselho de Direção da Associação Portugal Outsourcing, uma organização sem fins lucrativos, integrada na Associação Portuguesa para o Desenvolvimento das Comunicações, desde 2015. Carlos Lourenço é licenciado em Estatística e Gestão de Informação, pela Universidade Nova de Lisboa (ISEGI) e Bacharel em Engenharia Mecânica, pelo Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL).

Sobre a CGI

Fundada em 1976, a CGI é uma das maiores empresas independentes de Tecnologias de Informação (TI) e de serviços de consultoria de negócio a nível mundial. Com 77.500 consultores e profissionais em todo o mundo, a CGI fornece um portefólio de competências end-to-end, desde serviços de consultoria de TI e de negócio até à integração de sistemas, serviços de outsourcing, ou soluções de propriedade intelectual. A CGI trabalha com os seus clientes através de um modelo de relação local, complementado com uma rede de fornecimento global que os ajuda na transformação digital das suas organizações e a acelerar os seus resultados. Com um volume de receitas na ordem dos 12.100 milhões de dólares canadianos no ano fiscal de 2019, as ações da CGI encontram-se indexadas no TSX (GIB.A) e na NYSE (GIB). Saiba mais em cgi.com.

Contacto de Imprensa:

Manuela Rosa
Marketing & Communications
manuela.rosa@cgi.com